A estrutura do Átomo

Foi Demócrito, cientista, matemático e filósofo na Grécia Antiga, (460 a.C – 370 a.C) que sugeriu, pela primeira vez, a existência do átomo, que acreditava ele ser a menor partícula de matéria do universo.

Na altura, deram a essa partícula o nome de átomo que em grego quer dizer: indivisível.

Acreditava-se que os átomos, pequenas partículas microscópicas, seriam como tijolinhos que juntos formariam a matéria.

De fato, todos os objetos que nos rodeiam são feitos de átomos. Nós mesmos, aqui em carne e osso, somos matéria, feitos de átomos.

Mas naquela época, os cientistas não deram a mínima para a descoberta de Demócrito. Foi apenas no final do século 18 que o químico, meteorologista e físico britânico, John Dalton protocolou a partir de experimentos com gases a existência do átomo.

Mais tarde, os experimentos de Joseph John Thompson, em 1897, levaram a descoberta do elétron. Era a prova definitiva de que o átomo não era a menor partícula do universo.

Não demorou muito ao descobrirem que o átomo, na realidade, é constituído de prótons (partículas positivas), elétrons (partículas negativas) e nêutrons (partículas sem carga) que orbitam ao redor de um núcleo.

Com o passar dos anos, descobriram partículas ainda menores, como por exemplo, os quarks, que compõem os prótons e nêutrons.

E então, os cientistas começaram a observar como se operavam estas partículas subatômicas e começaram a medir e a monitorar o comportamento destas partículas.

O próton é formado por dois quarks up e um quark down, além dos glúons, que é outro tipo de partícula subatômica e mediador das forças que unem os quarks.

O nêutron, por sua vez, é formado por um quark up, dois quarks down e glúons.

Para se ter uma noção da dimensão de um átomo, para cada gota de água (H2O), há dois mil trilhões de átomos de oxigênio mais quatro mil trilhões de átomos de hidrogênio.

Mas, as curiosidades não param por aí. Ao examinarem no interior do átomo, o que encontraram foi um imenso vazio.

Aparentemente, este vazio equivale a 99,999999999999% do volume do átomo, e o núcleo, a parte supostamente material, equivale apenas 0,00000000001%.

Esse fato deixou os cientistas boquiabertos, além de suscitar diversas perguntas, dentre elas: Como a matéria poderia surgir de algo tão imaterial?

O mundo aos olhos da Física Quântica, ou se preferir, Física Atômica, não é tão material assim.

Mas isso, nós vamos tratar noutro episódio aqui no Teatro de Holograma.


Venha estudar com a gente e descubra os preceitos da Física Moderna que mais impactaram a nossa visão perante o mundo e a nós mesmos.

Apoie Teatro de Holograma. Faça uma assinatura Holo Premium e receba nossos materiais didáticos, aulas e conteúdos exclusivos sobre Filosofia Quântica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s