O pacto fundador da Suíça.

Verdade ou Mito? 

Os acontecimentos em torno do “Juramento de Ruetli” em 1291 desencadearam o pacto politico que originou a Suíça, tal qual conhecemos hoje.

Escute o episódio e tire suas conclusões e conheça um pouco mais da história da Suíça no tempo medieval.

Senhoras e Senhores… sejam bem vindos ao Podcast – Teatro de Holograma.

Texto, Narração & Sonoplastia de Marcelo Madeira.

Em 1291, no final do século 11, a Europa vivia profundas transformações socias. O movimento das Cruzadas retomava aos poucos o comércio com o Oriente. Novas estradas e rotas comerciais eram abertas em nome do renascimento comercial. Era o começo do período que os historiadores mais tarde chamariam de Baixa Idade Média. 

Para arcar com os altos custos dos produtos importados do Oriente, os senhores feudais tinham que aumentar a renda dos seus feudos, e começaram então a pressionar os seus servos a produzirem mais.  

No território que hoje pertence a Suiça, encravado nos alpes no centro da Europa, entre Itália, Áustria, Lichtenstein, Alemanha e França, os comerciantes europeus, por volta do ano de 1230, reabrem a estrada de Gothard, construida ainda na época áurea do Império Romano. Gothard, por ser uma rota comercial estratégica por ligar o extremo sul ao extremo norte do continente, desperta o interesse das grandes familias reais, dentre elas, a familia real de Habsbourg.

Os camponeses da região, sentindo-se ameaçados com a crescente dominação das famílias reais e do poder dos comerciantes, unem-se para escapar da servidão dos senhores feudais. 

Três representantes de Uri, Schwyz e Unterwalden, às margens do Lago dos Quatro Cantões, na pradaria de Rütli, juram leadade e fidelidade mútua. O acordo conhecido como “O Juramento de Rütli” é considerado como o ato fundador da Confœderatio Helvetica.


Wir wollen sein ein einzig Volk von Brüdern,

in keiner Not uns trennen und Gefahr.

Wir wollen frei sein, wie die Väter waren,

eher den Tod, als in der Knechtschaft leben.

Wir wollen trauen auf den höchsten Gott

und uns nicht fürchten vor der Macht der Menschen


Queremos ser um único povo de irmãos,

não devemos nos dividir em perigo ou aflição.

Devemos ser livres, como nossos pais o foram,

e preferir a morte à escravidão.

Devemos acreditar em Deus todo poderoso

e não temer o poder dos homens..


Na verdade, não há evidências de que o Juramento de Rütli tenha realmente ocorrido. O evento é mencionado pela primeira que vez em 1470, no Livro Branco de Sarnen. Mais tarde no século 16, o Juramento de Rütli aparece na Chronicon Helveticum de Aegidius Tschudi. A obra descreve detalhes do ocorrido e menciona o nome dos três participantes do juramento: Werner Stauffacher de Schwyz, Walter Fürst de Uri e Arnold von Melchthal de Unterwalden. O autor data o acontecimento em 8 de novembro de 1307. A verdadeira data é desconhecida pelos historiadores, mas talvez o relato do século 16 tenha uma certa veracidade. 

A evidência material de que a aliança entre os três cantões Uri, Schwyz e Unterwalden de fato existiu é uma carta, datada apenas por um singelo “ínicio de agosto”. A carta, escrita em latim em folha de pergaminho, sela o acordo entre as três regiões e está exposta no Bundesbriefmuseum no cantão de Schwyz. 

Depois de realizados testes de carbono 14, historiadores constataram que a carta conhecida como Bundesbrief pode ter sido escrita no ínicio de 1300, mas precisamente em 1309. A data coincide com diversos tratados e alianças acordados no mesmo período.

Se o Juramento de Rütli não passa de uma lenda, não importa. O importante é saber que o pacto federal selado pelos três primeiros cantões suiços de fato existiu e foi fundamental para a formação da Suíça, tal qual conhecemos hoje.

Por Marcelo Madeira


Você pode escutar os episódios do Podcast Network Teatro de Holograma no YouTube.

Venha fazer parte desse Universo Sonoro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s