Machismo às avessas

Eu me espanto com as pessoas que se escandalizam com o tema homossexualismo. E me espanto ainda mais em ver a cara de certas pessoas quando digo categórico: Homem gosta é de homem! “Que absurdo”, me dizem. Mas convenhamos: já notaram como os homens adoram andar em bando? Quantos homens deixam em casa suas esposas para jogar pôquer em salas esfumaçadas onde é proibida a participação de mulheres? Quantos deles saem do trabalho e antes de se dirigirem ao seio familiar preferem tomar aquela saideira com os amigos? E os encontros às quartas-feiras para cair na pelada? Não, caros leitores, a pelada a que me refiro é a do futebol. Olha só, estão vendo? Eu disse: leitores. Por que não digo: leitoras? Pelo simples fato de ter na língua portuguesa uma regra que estabelece o gênero masculino como plural. Injustiça ou preferência?  

Isso de homem gostar de homem já não é de hoje. Está nos primórdios da humanidade. Está nos nossos genes. Desde criança “existem” brincadeiras exclusivas para meninos. “Menina aqui não entra”, dizem. “Isso não é para meninas”, repetem. “Menina não entende dessas coisas”. Em festas de adolescentes é garotas de um lado e garotos de outro e sorrisos acanhados por todos os lados. É um tal de ver quem tem coragem de se aproximar primeiro. E os garotos ficam lá em grupinhos contando histórias de garotos. Na vida adulta nada muda. É raro ver uma amizade tão estreita entre um homem e uma mulher. O povo comenta. Gera ciúmes, fofocas e mal entendidos. “Amizade colorida” dizem. O pior acontece quando desconfiam da amizade pura e fraternal: “O que? Ainda não deu um amasso nela? É bicha!”. É por esta razão que dizem as más línguas: “Homens não têm amigas do peito, têm amigas com peito”. Que maldade!  

A distinção dos sexos está em toda a parte e não só entre banheiros femininos ou masculinos. Muitas mulheres, em pleno alvorecer do século 21, recebem ainda salários inferiores pelo mesmo trabalho executado por homens. Antes de pensar em se tratar de uma injustiça, prefiro pensar que homens dêem preferência a outros homens. É uma forma que encontraram em trocar agrados. No esporte a mulher não tem vez. Quem se interessa por futebol feminino? E na Fórmula 1? Tem Fórmula 1 para mulheres? E na política? Conta-se nos dedos as mulheres que se sobressaem em cargos públicos. Isso porque os homens preferem que fique tudo entre eles. É aquela tal “conversa de homem pra homem”. Não querem se misturar. E depois tem gente que se espanta quando digo: Homem gosta é de homem e ponto final. 

Marcelo Candido Madeira 

Faça uma assinatura gratuita da nossa Newsletter.

Qual é a vantagem em ser assinante?

Novos episódios na sua caixa de entrada. Um episódio por semana!

Tenha acesso a Audio Books gratuitos e exclusivos sobre diversos temas!

Participe! É Gratuito!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s